ETEC de Registro realiza minicurso sobre Educação Financeira Familiar na cidade de Eldorado/SP

  • o minicurso atendeu aproximadamente 25 famílias beneficiadas pelo programa minha casa minha vida, da Caixa Econômica Federal.

Aconteceu no dia 14 de setembro de 2019, no município de Eldorado/SP, o minicurso sobre Educação Financeira Familiar, o projeto tem a orientação da professora Simone Caetano, e é desenvolvidos por alunos do curso Técnico de Administração da sede de Registro/SP. Atendendo a solicitação do Sr. Ronaldo Ribeiro, representante do CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo) no Vale do Ribeira, o minicurso atendeu aproximadamente 25 famílias beneficiadas pelo programa minha casa minha vida, da Caixa Econômica Federal.

A educação financeira familiar envolve uma série de áreas relacionadas aos estudos e estratégias de manipulação de finanças. De maneira geral, o método consiste em integrar a família em assuntos financeiros, que geralmente são de responsabilidade de um dos pais.

Na realidade, a maneira pela qual as pessoas lidam com o dinheiro varia de caso para caso. Existem famílias que, por exemplo, separam as questões financeiras por membro. Isso pode gerar uma tremenda confusão na hora de calcular gastos compartilhados.

Esta formação deve como objetivo demonstrar os diversos tipos de rendas nas quais eles recebem e esquecem de registrar como receitas, depois como organiza-las e após verificar as despesas por menores que sejam precisam constar nas anotações. Observando que é importante sempre ficar atento a cada despesa que não estava programada para o mês, e com o valor que estará sobrando guardar em uma poupança para emergências futuras.

A importância de envolver todos os membros da família, é essencial para que juntos consigam realizar e alcançar sonhos desejados. Sempre deve-se fazer uma revisão financeira, mensalmente, se beneficia enormemente do trabalho da família. Não se consegue fazer tudo sozinho: o ideal é investir na divisão de tarefas e começar a atribuir um pouco mais de responsabilidade aos membros da casa.

Além de ensinar valores e procedimento valiosos, uma boa educação familiar consegue estimular a conversa e a troca de informações entre os membros. Isso é especialmente benéfico para famílias que não possuem ranges oportunidades de encontros frequentes.

Geralmente, quando a família não teve educação financeira, uma pessoa da casa tem a ideia de investir e cuidar das aplicações da família. Ao primeiro olhar, isso pode não parecer errado, pois há um aparente equilíbrio na estrutura. Entretanto, os resultados são bem melhores se trabalhar e pensar em conjunto. Os seus filhos podem começar a aprender com você. As chances de se tornarem grandes investidores, com autonomia financeira, se elevam rapidamente.

Como você pode perceber, ter uma educação financeira familiar promove um ambiente bem mais estável. A equipe da ETEC de Registro, deixou para cada família a tarefa deles neste mês relatarem todas as suas receitas e despesas e observar no final do Mês, se sobrou ou não algum dinheiro, e com essa sobra começar a realizar uma poupança como forma de pensar neste futuro.


Fotos:


    2º Hackathon da ETEC de Registro desafia alunos do Ensino Médio Integrado a prototipação de softwares

    Publicado em 30/01/2020
  • No mês de dezembro os alunos do 2º ano do Ensino Médio Integrado ao Técnico em Informática (ETIM), tiveram a oportunidade de participar do 2º Hackathon da ETEC de Registro. O evento foi promovid...

    14º BPM/I de Registro recebe carta de agradecimento pela parceria com a ETEC de Registro

    Publicado em 29/01/2020
  • No dia 28 de janeiro de 2020, terça-feira, a ETEC de Registro, representada pelo professor e assessor técnico administrativo da unidade, Alex Sanders Moreira Rosa, fez a entrega de uma carta de agra...

    Plataforma informatizada desenvolvida por alunos da ETEC de Registro auxilia na busca de medicamentos fitoterápicos

    Publicado em 16/12/2019
  • Segundo pesquisas realizadas pelo Ministério da Saúde, a quantidade de indivíduos que buscam tratamentos alternativos com fitoterápicos cresceu 161% entre 2013 e 2015. Visto isso, os alunos do cur...